Notícias

Nota de Pesar: Rosaura de Magalhães Pereira - Presente!

  • 01/08/2020


Do luto à luta!

“Participamos da resistência à ditadura militar, fundamos a UTE, estivemos presentes na elaboração da Constituição de 1988. A história mostra o que somos capazes de fazer quando estamos unidas e organizadas. O autoritarismo tem braços de ferro! Se nos descuidarmos, ele se instala. Não existe modelo, existe a história!”
Rosaura de Magalhães Pereira

Com profundo pesar e uma dor imensa que toma o coração de educadores e educadoras por toda Minas Gerais, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) comunica o falecimento da primeira mulher a presidir a UTE – União dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais e o Sind-UTE/MG:
Rosaura de Magalhães Pereira

Recebemos a notícia triste de seu falecimento na madrugada deste dia 1º de agosto de 2020, em Belo Horizonte. Ela se tratava de um câncer. O corpo de Rosaura será velado hoje a partir das 14h e sepultamento às 16h no cemitério Parque da Colina, em BH, e será restrito a um certo limite de pessoas em função da pandemia.
Que Deus a acolha na sua imensa misericórdia e bondade e conforte o coração de todos os seus familiares, amiga e amigos.

Sobre Rosaura de Magalhães Pereira – dizer o quê?

Não tem tamanho o legado da professora Rosaura – nossa mestra, militante de tantas e importantes lutas, que resultaram em muitas conquistas para os profissionais da educação e a comunidade escolar.

Sua trajetória tem a dimensão da consciência que temos hoje sobre a necessária luta por uma educação pública de qualidade social.

Tem o tamanho dos nossos corações todas as vezes em que ousamos nos encorajar para fazer a luta contra o obscurantismo, contra todo tipo de opressão e preconceito.

Se pensarmos na luta por igualdade de gênero, contra o racismo e a intolerância religiosa… lá está Rosaura.

Se falarmos da luta das mulheres, dos jovens, dos aposentadores e aposentadas… lá está Rosaura.

Se quisermos falar da luta pela democracia, pela soberania do país, por menos desigualdade social… também lá vamos encontrar Rosaura.

Mas, se nossa memória caminhar ao longo da história e formos nos deparar com o início de tudo, lá em 1979… não é que também estaremos de mãos dadas com Rosaura?

Sim, ela nunca deixou de segurar as mãos dos trabalhadores e trabalhadoras em educação.

Sim, era ela uma das pessoas que liderou o processo de criação da União dos Trabalhadores do Ensino (UTE), durante o primeiro Congresso dos Educadores de Minas Gerais, que reuniu cerca de 500 delegados de 71 cidades mineiras na Faculdade de Direito, em Belo Horizonte.

Esse foi o ápice do marco histórico do movimento sindical mineiro e brasileiro. Resultado da luta de trabalhadores que se mobilizaram nas escolas por melhores condições de vida e trabalho e vida digna.

A UTE foi forjada na luta combativa da nossa guerreira Rosaura, que sempre fortaleceu, com sua garra e energia vibrante, a categoria da educação. Ah!! Quantas vezes ela abriu mão da sua própria vida, do convívio de sua família, para nos emprestar a sua força motriz. Jamais poderemos nos esquecer disso.

#Gratidão é palavra que vamos carregar ao nos lembrarmos dessa nossa companheira imprescindível.

Professora, fundadora da União dos Trabalhadores do Ensino (UTE), a primeira presidenta do Sind-UTE/MG. Uma das fundadoras da CUT, CNTE, do Partido dos Trabalhadores e da Coordenação Sindical dos Servidores Públicos.

Não haverá um só dia em nossa luta em que deixaremos de levantar suas bandeiras, honrar sua trajetória e agradecer o seu imenso legado.

Neste vídeo (clique aqui), você pode ouvir, na voz da coordenadora-geral do SInd-UTE/MG, Denise Romano, a última carta que Rosaura de Magalhães escreveu para a categoria da Educação em Minas Gerais.

Rosaura de Magalhães Pereira

Presente, presente, presente…
para sempre presente em nossas memórias e nos nossos corações!