Notícias

Nota de Repúdio às declarações de Cláudio Humberto da Band News/DF

  • 15/10/2019


O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) repudia o áudio no qual o jornalista da Band News DF, Cláudio Humberto, critica a semana de outubro, direito dos docentes e estudantes como um recesso previsto no calendário, que permite o descanso a toda comunidade escolar.

Ressaltamos que essa semana é prevista e regulamentada por lei de cada ente federado, estados, municípios e União, e obedecem à Lei 9394/96, Lei de Diretrizes Básicas da Educação (LDB).

Cumprimos os 200 dias letivos, previstos legalmente tanto nas escolas públicas como privadas, e enfrentamos as mais adversas condições todos os dias. Grande parte da categoria trabalha em mais de um turno para conseguir sobreviver.  O exercício da profissão exige estudos constantes, planejamento de aulas, sempre com o objetivo de oferecer o melhor aos estudantes, ainda que a carga horária se estenda para dentro de casa.

Não há de se falar em regalias ou privilégios a quem acolhe, sobretudo, aos filhos e filhas da classe trabalhadora e suas múltiplas histórias de desafios e lutas, muitas vezes,  permeada de carências, sofrimento e dor.

Não bastasse a desvalorização nos salários e condições materiais adversas nas escolas, quem não entende de educação quer fazer crer que os/as educadores/as são os responsáveis pelo desenvolvimento pleno da área. Mais uma vez, somos alvo de ataques banais e sem qualquer reflexão sobre o baixo investimento.

Em Minas Gerais, por exemplo, o Sind-UTE/MG está na luta pelo pagamento do Piso Salarial Profissional há mais de 10 anos, um direito respaldado na Constituição Federal, na Lei estadual 21.710/2015 e na Legislação Estadual. Além disso, o governo do estado descumpre o investimento mínimo constitucional de 25% da arrecadação e 60% da categoria segue com vínculo precário de trabalho.

Por todas essas razões, repudiamos as estapafúrdias afirmações desse, que sequer merece o título de jornalista por não ser capaz de fazer uma ligeira investigação dos fatos antes de se pronunciar sobre o que não conhece.

Saudamos nossas categorias de Educadoras e Educadores, essenciais para a emancipação da classe trabalhadora!

Trabalhadores em Educação de Minas Gerais.

Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG)