Notícias

Veja no Programa Outras Palavras que será veiculado no próximo dia 9 de março de 2019

  • 08/03/2019


Veja no Programa Outras Palavras da edição deste sábado, dia 9 de março de 2019

Na edição do Outras Palavras de sábado, 09/03/2019, destacamos a retirada de direitos por meio da Reforma da Previdência e o que lideranças de movimentos sociais e sindicais pensam sobre esse assunto. Ouça o que diz também a coordenadora-geral da Auditoria da Dívida, Maria Lúcia Fatorelli e o economista Frederico Melo.


Maria Lúcia Fatorelli diz que Reforma da Previdência é para beneficiar banqueiros

Educadores e educadoras de várias regiões do Estado, lideranças sindicais, estudantis e populares marcaram presença em um seminário realizado, no último dia 25 de fevereiro, na Assembleia legislativa de Minas Gerais, evento promovido pelos mandatos populares da deputada estadual Beatriz Cerqueira e do deputado federal, Rogério Correia.

Na pauta, assuntos que impactam a vida da classe trabalhadora e também dos servidores públicos: a Reforma da Previdência, a Reforma administrativa do governo Zema e a adesão à renegociação da dívida.

A Economista e coordenadora nacional da Auditoria da Dívida, Maria Lúcia Fatorelli, foi enfática ao dizer: “Essa proposta de Emenda à Constituição (PEC 06) traz muita insegurança e ela vai na contramão da lógica do direito de se aposentar no país.”

Perguntada sobre outras possibilidades do governo não ouvir somente o mercado, Maria Lúcia foi categórica: “Esse governo está a serviço do mercado, do capital, dos banqueiros.”


A Reforma da Previdência é para instituir o regime de capitalização individual, diz economista

O economista Frederico Melo diz que é preciso olhar a Reforma da Previdência no contexto das Reforma Trabalhista, que retirou direitos importantes da classe trabalhadora. Ele também explicou que a Reforma da Previdência tem pelo menos dois objetivos combinados: a intenção de instituir um regime de capitalização individual obrigatório e de mexer nas regras e na estrutura do sistema previdenciário.


Lideranças de movimentos sociais e sindicais também dizem Não à Reforma da Previdência

Lideranças de movimentos sociais e sindicais que participaram do Seminário promovido pelo mandatos populares da deputada estadual, Beatriz Cerqueira, e do deputado federal, Rogério Correia. Eles criticaram a Reforma da Previdência e disseram que sairão às ruas para levantar bandeira contra essa proposta que retira direitos da classe trabalhadora.

Ouça o que dizem as lideranças sindicais: Wagner Ferreira, Sinjus/MG, Jairo Nogueira, secretário-geral da CUT/Minas, Denise Romano, diretora estadual do Sind-UTE/MG, Lucimar Martins, coordenadora-geral da Federação da Agricultura Familiar (Fetraf) e Wesley de Souza, coordenador da Subsede do Sind-UTE/MG de Muriaé.


Deputada Beatriz Cerqueira propõe ampliar o debate sobre os impactos da Reforma da Previdência

A deputada Beatriz Cerqueira afirmou que vai propor a ampliação do debate para discutir os impactos da Reforma da Previdência para a educação pública básica e também a educação privada. Ela citou requerimentos apresentados no âmbito da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para ampliar o debate sobre essa proposta de Reforma. Também falou da proposta de criação de uma Frente Parlamentar em Defesa do Servidor e do Serviço Público de Minas Gerais.


 O programa “Outras Palavras” é uma produção do Sind-UTE/MG e é veiculado aos sábados, das 10h às 10h:30, nas TV’s: Band Minas (em todo o Estado), Candidés (Divinópolis e Região) e na Band Triângulo. Você pode acompanhar também essa produção pelo Canal do Sind-UTE/MG no Youtube.