Sala de Imprensa



Trabalhadores/as em educação fazem manifestação na Praça da Liberdade e divulgam “varal dos endividados”

Trabalhadores e trabalhadoras da educação e da saúde sob a coordenação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais

Download do arquivo

Trabalhadores e trabalhadoras da educação e da saúde sob a coordenação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), realizaram hoje (18/5/18) uma manifestação em frente ao Palácio da Liberdade para, novamente, cobrar do governador Fernando Pimentel o pagamento dos salários no 5º dia útil de cada mês e repudiar a atitude do governo de adiar para a próxima sexta-feira (18) o pagamento da primeira parcela dos salários.

Desde o dia 23 de abril último, a educação está em estado de greve e com deliberação, em assembleia estadual, de paralisações sempre que a categoria considerar importante fazer as mobilizações.

O Sind-UTE/MG informa que já está acionando a justiça a fim de garantir que o pagamento dos salários seja feito até o 5º dia útil do mês. Os/as educadores/as farão neste dia de paralisação geral da categoria o “varal dos endividados”, quando os servidores e servidoras expõem ao público todas as contas pendentes que não foram quitadas por causa do não recebimento dos salários.

O Sindicato também afirma que, quando a greve de 41 dias foi suspensa, temporariamente, essa decisão tirada em assembleia estadual foi comunicada ao governo com a formalização da possibilidade de retomada de paralisações, considerando que a greve foi apenas temporariamente suspensa.