Notícias

17/5 - Celebração e luta marcam o Dia Internacional de combate à LGBTQIAfobia

  • 17/05/2022


“Eleja quem respeita você!” é o tema da campanha da CNTE pelo Dia Internacional de Luta Contra a LGBTQIAfobia neste 17 de Maio de 2022. A data comemorativa foi instituída quando a Organização das Nações Unidas (ONU) retirou, em 1990, a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças (CID). A CNTE defende a formação de pessoas comprometidas com a cidadania e o respeito às diferenças e vem trabalhando para construir uma escola sem LGBTQIAfobia.

De acordo com o Secretário de Direitos Humanos da CNTE, Christovam Mendonça, a data possui dois eixos importantes para pauta. O primeiro se deve ao fato de a escola pública precisar dar condições aos alunos e às alunas entrarem e permanecerem em sala de aula e em condições de aprendizagem. Nesse sentido, para ele, comemorar o 17 de Maio é celebrar a diversidade: “a escola, por natureza, congrega e deveria acolher todas as diversidades. É ali que recebemos pessoas de todas as classes, etnias, cores, identidades, orientações. A sala de aula deve ser esse berço que recebe. Por natureza, a escola é plural, diversa”, explica.

Segundo Christovam, o outro eixo da data refere-se à luta contra a LGBTQIAfobia. “É um dia de resistir contra a homofobia, em especial nesse governo que não tem uma pauta inclusiva. Pelo contrário, tudo que nós tínhamos na pauta de direitos humanos acabou em retrocesso”, afirma.

Atitude também nas urnas

Christovam também destacou a necessidade de mudar os rumos políticos do Brasil para que a sociedade acolha as diversidades da população. “É urgente que nas eleições de outubro possamos eleger deputados, deputadas, senadores, senadoras, governadores, governadoras e presidente que possam, de fato, ter compromisso com o povo de todas as classes, etnias, cores, orientações sexuais, para que a gente tenha um Brasil diverso e plural”, concluiu.

Jornal Mural

Em 2022, a CNTE mantém a luta por uma escola pública, laica, democrática, de qualidade e livre de LGBTQIAfobia. Para ampliar o alcance dessa campanha, a Confederação lançou um jornal mural com dicas de leitura e as principais notícias sobre o tema. Confira o jornal mural AQUI.