Notícias

MEC adia prazo de inscrição em chamada pública sobre inovação

  • 22/10/2015


O Ministério da Educação prorrogou, até 11 de novembro, o prazo final para inscrição na chamada pública Inovação e Criatividade na Educação Básica. A chamada pública visa identificar, reconhecer e mapear iniciativas educacionais que fujam do modelo tradicional, com o objetivo de divulgar essas experiências. O ministério pretende, a partir delas, criar uma política pública que fomente a inovação e a criatividade, estimulando escolas e organizações a colocar em prática concepções de educação que rompam com o padrão tradicional e criem modelos que formem os alunos em uma perspectiva de desenvolvimento integral.

“É uma chamada pública para instituições que já praticam a inovação na gestão, na metodologia, na relação com a comunidade, na articulação entre os diversos setores para garantia dos direitos das crianças e jovens. Instituições escolares e não escolares podem se inscrever”, afirma a educadora e assessora especial do MEC Helena Singer, que coordena o grupo de trabalho nacional criado para implementar o projeto. Além do grupo de trabalho nacional, existem outros oito grupos regionais, encarregados de discutir a inovação e criatividade nas dimensões da gestão, currículo, metodologia e do próprio ambiente escolar e identificar experiências inovadoras nos diferentes estados brasileiros.

Outra intenção da chamada pública é dar visibilidade a experiências de todas as regiões brasileiras. “Tenho certeza absoluta de que existem outras experiências com grupos interessantes, engajados e envolvidos precisando ser também reconhecidos para ter força política e sustentar seus projetos”, destaca Helena Singer.

A chamada pública é aberta para escolas públicas e particulares, além de organizações não escolares, como ONGs. As inscrições podem ser feitas por meio da página http://criatividade.mec.gov.br até o dia 11 de novembro. A previsão é que o resultado seja divulgado em 11 de dezembro e o mapa das iniciativas esteja pronto já no começo de 2016.

 

(Site MEC – Assessoria de Comunicação Social – 20/10/15)