Notícias

Nota CNTE - Educadores brasileiros repudiam violência contra a mulher e ataques contra a Deputada Estadual por Minas Gerais, Professora Beatriz Cerqueira

  • 11/08/2022


NOTA PÚBLICA

A violência contra a mulher é objetivo a ser combatido diuturnamente pelo conjunto da sociedade brasileira. Toda solidariedade à Deputada Estadual por Minas Gerais Beatriz Cerqueira!

Beatriz Cerqueira, professora e deputada estadual por Minas Gerais, agora candidata à reeleição, é a vítima da vez em mais uma manifestação de ódio e de discurso misógino. Com agenda marcada em sua campanha para visitar o município mineiro de Mário Campos no último dia 09, a deputada do Partido dos Trabalhadores começou a receber ameaças violentas contra si e sua família nas redes sociais. Um homem começou a desferir ataques à sua condição de mulher.

Identificado como assessor do vereador bolsonarista Reinaldo Magalhães (PP), do mesmo município mineiro em que a Deputada Professora Beatriz Cerqueira tinha agenda de campanha já marcada, o homem já foi até exonerado do cargo público que ocupava na Câmara de Vereadores de Mário Campos. Mas, isso não é suficiente. É fundamental acionar a polícia, a Justiça e o Ministério Público para investigar e punir de forma exemplar mais esse caso de violência política contra a mulher.

As agressões contra a Deputada Professora Beatriz Cerqueira merecem nosso total repúdio e, por ser ela uma agente pública com mandato eletivo, o caso ganha contornos ainda mais drásticos. A violência política a qual o país está submetido nos tempos de hoje não pode prosperar, sob pena de instaurarmos no país, definitivamente, um clima de terror que nunca foi comum de se verificar na realidade brasileira.

É fundamental que as instituições do município e do Estado de Minas Gerais ajam o mais prontamente possível para que, de forma célere, possamos ter esse homem exemplarmente punido nos termos da nossa legislação. As palavras por ele deferidas nas redes sociais contra a Deputada são de envergonhar qualquer pessoa com um mínimo de civilidade. Ficamos aqui a nos perguntar como um cidadão que vive em sociedade e, além do mais, ocupa um cargo público, se permite a dizer o que esse homem disse.

Toda solidariedade à Deputada Professora Beatriz Cerqueira!

Repudiamos de forma vigorosa todo o discurso de ódio e misoginia propagado por esse homem! Exigimos sua exemplar punição!

Brasília, 11 de agosto de 2022
Direção Executiva da CNTE

Foto: Divulgação/ Deputada Beatriz Cerqueira