Notícias

Sind-UTE/MG denuncia: Governo do Estado mantém convocação e servidores/as estão trabalhado presencialmente nas escolas inseridas na Onda Roxa

  • 17/03/2021


Mais de 300 pessoas morreram só nas últimas 24h e foram registradas 11.045 novas contaminações em Minas, segundo dados da SES/MG – Secretaria de Estado de Saúde.

É nesse cenário da pandemia de Covid-19 que o governo do Estado manteve a convocação para Auxiliares de Serviços de Educação Básica (ASB’s) e Assistentes Técnicos de Educação Básica (ATB’s) trabalharem presencialmente na Rede Estadual, durante a Onda Roxa do Programa Minas Consciente.

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) denuncia o governo do Estado que, por meio da SEE/MG – Secretaria de Estado de Educação, coloca em risco milhares de vidas, tantos dos/as profissionais tanto de suas famílias.

A direção estadual tem recebido relatos de ATB’s e ASB’s que continuam trabalhando presencialmente. “Temos notícias de servidores, principalmente de ASB’s, que foram contaminados em escolas de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Algumas escolas precisaram ser totalmente fechadas em virtude do processo de contaminação”, disse a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, professora Denise Romano.

Desde a reunião de negociação do último dia 16/3/2021 (veja aqui), o Sindicato reivindicou a suspensão imediata de todas as atividades presenciais nas escolas da Rede Estadual que se inserem na Onda Roxa.

O Sind-UTE/MG reforça que a medida do governo se mostra contraditória e coloca em risco milhares de vidas, além de contrariar a própria deliberação nº 130 do Comitê Extraordinário da COVID-19 do Governo do Estado, já que as atividades educacionais não são autorizadas a funcionarem nos municípios que se enquadram na Onda Roxa.