Sala de Imprensa



NOTA DE DENÚNCIA - Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG)

Desde janeiro de 2016, os servidores do estado convivem com o parcelamento no pagamento dos seus salários e com escalas de pagamento...

Download do arquivo

NOTA DE DENÚNCIA

 

Desde janeiro de 2016, os servidores do estado convivem com o parcelamento no pagamento dos seus salários e com escalas de pagamento retirando o direito de recebimento no quinto dia útil do mês.

 

No início, o Governo de Minas apresentava as datas de pagamento aos representantes do funcionalismo em reunião, sempre apresentando como uma medida temporária, que seria modificada tão logo a situação financeira do estado melhorasse.

 

Atualmente, sequer reuniões são realizadas e as novas escalas de pagamento são informadas às entidades sindicais através de correspondência. Como se não bastasse esta situação, o governo “escolhe” quem, dentro do funcionalismo, recebe o salário primeiro. E, ao longo do dia, os salários vão sendo pagos de acordo com quem o governo escolhe, numa prática injustificável.

 

Enfrentamos isso há meses. A situação se tornou mais grave neste mês de junho, em que o governo deixou a maioria dos servidores da educação aposentados para o final do dia enquanto outros setores já tinham recebido o salário.

 

Na segunda data da escala de pagamento, que foi no dia 19 de junho, detectamos novamente que vários aposentados simplesmente não receberam. Esta situação é inaceitável e a denunciamos à sociedade mineira. Estas práticas revelam descaso e desrespeito com os aposentados e a ausência de reuniões para o debate desta questão demostra que o governo pretende manter a atual política de escala e parcelamento de salários. Postura que repudiamos!

 

Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG)

Belo Horizonte, 20 de junho de 2017