Sala de Imprensa



Sind-UTE/MG conquista audiência pública para discutir sobre demandas dos servidores que eram vinculados pela LC100/07 e que estão afastados por licença médica

No próximo dia 19/10/17, acontecerá uma audiência púbica na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), uma conquista do Sind-UTE/MG...

Download do arquivo

No próximo dia 19/10/17, acontecerá uma audiência púbica na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), uma conquista do Sind-UTE/MG, para debater  a seguinte pauta: perícia médica, alterações da Lei Complementar 138/2016, bloqueio do Ipsemg e ausência de pagamentos entre uma perícia e outra, a partir das 14h, em Belo Horizonte.

 

Vale lembrar que o Sindicato tem cobrado da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag), Secretarias de Governo e de Educação retorno de direitos e demandas já apresentadas e que ainda não foram encaminhadas.

 

Conforme reunião realizada, no mês de maio deste ano, o Sind-UTE/MG apresentou diversos problemas que estão sendo enfrentados pela categoria da educação estadual e que até o momento não foi apresentada qualquer proposta de solução ou de encaminhamento. São eles:

 

  • Prorrogação do vínculo dos servidores ex-efetivados pela LC 100/07 que foram recepcionados pela LC 138/2016 e o Decreto 47.000/16 com a devida alteração do texto da Lei.
  • Regularização do pagamento dos vencimentos servidores ex-efetivados pela LC 100/07 entre a realização de uma perícia médica e outra.
  • Ausência de desconto do valor retroativo nos salários dos servidores que estão sendo afastados preliminarmente de forma integral e, quando da respectiva aposentadoria, são surpreendidos com a proporcionalidade dos seus proventos.
  • O restabelecimento do vínculo dos servidores ex-efetivados que se encontravam de licença médica ou ajustamento funcional no final do ano de 2015 e que não tiveram o seu vínculo restabelecido pelo Estado, contrariando a legislação vigente e de acordo com as várias relações já encaminhadas pelo Sindicato.
  • Revisão da situação dos trabalhadores/as amparados pela LC138/16 quanto a atualização dos salários, recebimento dos abonos e respectivas incorporações, garantia do pagamento do 13º salário em 2017 assim como foi conquistado pelo Sind-UTE/MG em 2016.
  • Manutenção do direito ao atendimento do IPSEMG entre a realização de uma perícia e outra, sem bloqueios do atendimento.

 

Diante do exposto, o Sindicato requer o encaminhamento de uma solução para os problemas apresentados com a máxima urgência possível. Vale ressaltar que o compromisso do Governo do Estado foi encaminhar o projeto de lei na primeira semana de agosto, o que ainda não aconteceu. Depois foi firmado novo compromisso de que o projeto seria encaminhado ainda em agosto do corrente ano, o que também não aconteceu.

 

A expectativa do Sindicato agora é de que essa audiência pública possa não só colocar o assunto novamente em discussão, bem como pressionar o governo a tomar as medidas cabíveis.