Sala de Imprensa



Trabalhadores em educação marcam presença na ALMG para pressionar deputados a votar projetos de interesse da categoria

Nesta terça-feira (29/03), às 14h, os trabalhadores em educação de Minas Gerais marcam presença mais uma vez no plenário da ALMG

Download do arquivo

Nesta terça-feira (29/03), às 14h, os trabalhadores em educação de Minas Gerais marcam presença mais uma vez no plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A vigília é uma estratégia da categoria para pressionar os deputados que estão usando da prerrogativa da obstrução  para impedir a votação de projetos que impactam diretamente a vida de mais de 400 mil servidores no Estado.

 

Na semana passada, os educadores vindos de várias regiões do Estado acompanharam o trâmite do projeto na Casa e apelaram aos parlamentares para que não impeçam a votação do Projeto de lei 3.396/2016, que garante o reajuste de 11,36% conforme acordo assinado pelo Governo do Estado e previsão da Lei Estadual 21.710/15. O projeto já foi discutido e aprovado nas comissões internas e está pronto para votação em 1º turno do Plenário.

 

A categoria também cobra a votação em Plenário do projeto de lei 3.230/15 e do Projeto de Lei Complementar 050/16 que tratam de direitos dos trabalhadores em educação que eram vinculados pela Lei Complementar 100/07.

 

O PLC 050/16 trata da situação dos servidores adoecidos da Lei Complementar 100 que mesmo doentes foram desligados do estado em 31/12/15 em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal. De acordo com dados da Secretaria de Planejamento e Gestão estão nesta situação cerca de 8.000 trabalhadores, muitos deles em tratamento de câncer e todos estão sem receber seus salários desde fevereiro.

 

“Nós apelamos aos deputados para que a nossa pauta não entre nas disputas do Legislativo. É a vida de muita gente que está em questão. O governo atrasou o envio do projeto para a Assembleia, mas, enfim agora ele está aqui e precisamos da agilidade dos deputados”, diz a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira.