Notícias

Sind-UTE/MG e os deputados Beatriz Cerqueira e Rogério Correia se reúnem com o Ministro Barroso e apresentam a realidade salarial da Educação – Existem recursos para pagar o reajuste de 33,24% do Piso Salarial

  • 19/05/2022


#ALutaContinua

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), por meio da diretora estadual, professora Maria Mirtes de Paula, junto à deputada estadual Beatriz Cerqueira e o deputado federal Rogério Correia, estiveram presentes no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, para defender o cumprimento do Piso Salarial em Minas. O encontro aconteceu nesta quinta-feira (19/5/2022).

O diálogo aconteceu com o Ministro Luís Roberto Barroso, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7.145. O Sind-UTE/MG e os parlamentares compartilharam a realidade enfrentada no estado e a luta pelo cumprimento da política do Piso Salarial. Também foi destacada ao Ministro a existência de recursos no caixa do Estado para a aplicação do reajuste de 33,24% referente ao ano de 2022, aprovado e promulgado pela Assembleia Legislativa.

A ADI 7.145 foi apresentada pelo governo do Estado, após a promulgação na Assembleia, na tentativa de derrubar o reajuste devido à Educação.

O Sind-UTE/MG reafirma que segue na batalha em defesa do Piso Salarial e da legislação estadual conquistada historicamente, que garantiu a regulamentação do direito na Constituição do Estado, por meio do artigo 201A, e pela Lei 21.710/2015 (jornada de 24h semanais).

O Piso Salarial é Lei e não vamos abrir mão!

Foto: MandatoBiaCerqueira