Notícias

15 de maio: Dia de luta em defesa da educação pública e direito à aposentadoria

  • 13/05/2019


15 de maio: Dia de luta em defesa da educação pública e direito à aposentadoria

Unidade com o ensino superior com a educação privada e com as universidades estaduais. Neste 15 de maio de 2019, quarta-feira, é dia de lutar em defesa da educação pública e contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro. O Sindicato Único dos Trabalhadores/as em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) convoca toda a categoria para a Greve Nacional da Educação, luta urgente e de responsabilidade de toda a classe trabalhadora.

A luta também agrega vozes que se levantam contra o corte de 30% nos recursos repassados às universidades e institutos federais, anunciadas pelo ministro da Educação do governo Bolsonaro, Abraham Weintraub. o Sind-UTE/MG se compromete a levantar essa bandeira em defesa da educação pública de qualidade e acessível a todos e todas.

O corte compromete o funcionamento das atividades das instituições, colocando em risco postos de trabalho, vagas de estudantes, desenvolvimento e pesquisa científica de todo o estado, já que a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) também foi atingida com os cortes orçamentários.

No âmbito estadual, a Reforma Administrativa de Zema também atacou seriamente a educação. Cerca de 80 mil vagas fora cortadas do programa Escola de Tempo Integral e 9 mil postos de trabalho foram extintos da educação. Isso não só prejudica a continuidade do projeto pedagógico das escolas, como desequilibra a dinâmica familiar dos pais que precisam do programa para trabalharem.

Somado a tudo isso, a Reforma da Previdência vem como um desmonte do direito à aposentadoria de toda a classe trabalhadora, propondo a privatização da previdência pública com o novo regime de capitalização.

Já pra ruas lutar!

Quem alerta sobre a importância de mobilização neste momento é a coordenadora-geral do Sind-UTE/MG e deputada estadual, Beatriz Cerqueira. “Estamos vivendo um ataque sem precedentes à educação. A única forma de barrar isso é nos juntarmos. Nesse 15 de maio, vamos parar o país em cada município, conversando com a população na luta contra a Reforma da Previdência, em defesa do financiamento público da educação e pela continuidade da pesquisa e nossos institutos federais.”

Denise Romano, diretora estadual do Sind-UTE/MG, ressalta a necessidade de participação na Greve, levando informação à população. “O sindicato está na construção da Greve Nacional, com adesão em todas as regiões do estado. Precisamos levar a denúncia e o esclarecimento à população sobre o que de fato é a Reforma da Previdência, e quais as consequências para a classe trabalhadora mineira e brasileira. Também buscamos unidade com o ensino superior e com as federais, para que possamos reverter o corte de recursos anunciado pelo Ministério da Educação. É muito importante que toda a categoria participe para derrotar esse desmonte!”, alertou.

No dia 15 de maio, em Belo Horizonte, o ato da Greve Nacional da Educação será na Praça da Estação, a partir das 9h30. No período da tarde,às 14h, será realizado um debate sobre a Reforma da Previdência, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – auditório do CAD 1.

No último dia 9 de maio, diversas lideranças sindicais da educação pública e privada, junto a movimentos estudantis, renuíram-se no Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro-MG) com o objetivo de dialogar e unificar a Greve Nacional da Educação do dia 15.

FotoStudium

Atos regionais no dia 15 de maio

É de muita importância que a manifestação do dia 15 de maio, da Greve Nacional da Educação, consiga ser interiorizada e articulada com outros movimentos sindicais e estudantis. A luta em defesa da educação pública e pelo direito à aposentadoria é de responsabilidade de toda a classe trabalhadora. O Sind-UTE/MG divulga atos regionais que irão acontecer em várias regiões. Acompanhe:

Uberlândia

Em Uberlândia, será realizado um ato ato público regional, com a presença de representantes dos municípios: Uberlândia, Uberaba, Ituiutaba, Patos de Minas, Capinópolis, Santa Vitória, Tupaciguara, Araguari e Araxá.

O ato acontecerá no dia 15/05, às 15h, na Praça Tubal Vilela .

Ibirité
Em Ibirité, será realizada uma assembleia na Praça do Fórum para debater sobre plano de carreira, férias-prêmio e a construção da pauta de reivindicações. A assembleia acontecerá às 8h30. No período da tarde, às 13h, um ônibus sairá da porta do Sind-UTE/MG do município (à Rua João Carvalho Drumond, 145 – Vila Nova Esperança) rumo ao debate sobre a Reforma da Previdência na UFMG, em Belo Horizonte, promovido também pelo Sindicato.

Ubá
A Subsede de Ubá convoca a todos/as para participarem da atividade do dia 15, que acontece na Praça Armando Bigonha (ao lado do Banco do Brasil), às 17h.

Muriaé

O ato no município de Muriaé acontece na Praça do trabalhador – Barra, às 16h.

Unaí
A atividade do dia 15 de maio, no município de Unaí, acontece na Praça da Matriz, a partir das 8h.

Caxambu
Em Caxambu, a defesa da educação pública e do direito à aposentadoria, neste dia 15 de maio, acontece na Praça XVI de Setembro, às 10h.

Janaúba
Em Janaúba, o ato regional acontece na Praça do Cristo, a partir das 7h30.

Cataguases
Em Cataguases, a atividade do dia 15 contará com panfletagem, aula pública e passeata, pautadas na luta contra a Reforma da Previdência, redução da Educação Integral e cortes nos recursos das universidades e escolas técnicas federais. As ações acontecem na Praça Chácara Catarina, a partir das 9h.

Montes Claros 

O ato no município de Montes Claros acontece na Praça do Automóvel Clube, às 16h do dia 15.

Viçosa

Em Viçosa, a Greve Nacional da Educação neste 15 de maio acontece nas Quatro Pilastras, a partir das 7h30. Em defesa da educação e ciência públicas, pela liberdade de aprender e ensinar e contra a Reforma da Previdência!

Diamantina

Em Diamantina, o ato acontece no Largo Dom João, às 15h.

Governador Valadares

A Greve Nacional da Educação terá ato em Governador Valadares. A manifestação acontece na Praça dos Imigrantes (praça do shopping), a partir das 8h.

Veja aqui os atos por estado: http://sindutemg.org.br/noticias/cut-trabalhadores-da-educacao-vao-parar-no-dia-15-contra-reforma-e-cortes-de-verbas/